Você se lembra disso?

Por: Paulo Albuquerque

26/03/2019 - 13:27h

O ex-presidente Fernando Henrique é um homem pra lá de experiente na vida e na política. É uma voz a ser ouvida, sem dúvidas…

…Depois do ensaio de quiproquó entre o presidente do Brasil e o presidente da câmara dos deputados ele tuitou o seguinte: “Paradoxo brasileiro: os partidos são fracos, o Congresso é forte. Presidente que não entende isso não governa e pode cair; maltratar quem preside a Câmara é caminho para o desastre. Precisamos de bom senso, reformas, emprego e decência. Presidente do país deve moderar não atiçar”…

…Bem, vamos lá…

…A república inventada por Montesquieu, o homem que teorizou o governo dividido em três partes independentes e harmônicas, era para ter como princípio a virtude. Para melhor compreensão desta obra é preciso que se observe que o que denomino virtude na república é o amor à pátria, isto é, o amor à igualdade. Não é, em absoluto, virtude moral, nem virtude cristã, e sim virtude política”, diz Montesquieu…

…Uma pergunta inicial que pode ajudar a decifrar o enigma e explica o entendimento de momento do povo: quem dentre os ‘atores’ políticos que aí estão tem se colocado como defensor do princípio maior de inventor da república (o amor à pátria)?…

…Vamos ao caso em si. Quando o presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia, parte para a imprensa usando a retórica que o chefe do Executivo precisa “ter mais tempo para cuidar da (reforma) previdência” ele está querendo dizer o que?…

…Pelo que todos sabemos, o projeto de reforma da previdência está nas mãos do presidente da Câmara dos deputados, e a primeira etapa do trabalho do Executivo já foi feita, findou-se com a entrega solene da proposta, na semana passada…

…Se os três poderes precisam ser independentes para que a República seja boa, não estou entendendo o que quer dizer o Rodrigo Maia com ‘mais tempo para cuidar da previdência’. Aliás, a bem da verdade eu entendo sim, e todos sabem. É nestas horas importantes que o Executivo precisa ajoelhar-se para o Legislativo distribuindo benesses aos parlamentares, cargos nos estados, verbas para suas obras etc…

…Sinceramente, este formato da república brasileira o cidadão nacional já conhece, e está cansado dela. O papel do Legislativo é apreciar, modificar o que quiser e votar. Se quiserem, que mudem tudo e assumam a responsabilidade pelo que estão fazendo…

… O Fernando Henrique quando diz que o Congresso ‘é forte’, estaria querendo dizer que aquele é mais forte que o Executivo? É isso? Não consta na lei brasileira que o presidente da República precisa negociar com o Congresso para aprovar os projetos que encaminha. Cada um que faça a sua parte…

…Acho que o Bolsonaro sabe bem o que o Congresso pode fazer com ele. Inclusive atrapalhando seu governo ou derrubando-o, se assim o entender. Mas o presidente está dando as cartas. É um novo jogo, e bem mais republicano, me parece…

…Por fim, gostaria de chamar a atenção para o que vi bem claro dessa situação: não foi Bolsonaro quem começou a maltratar. Foi o contrário. As reformas, a decência e outras coisas e virtude necessárias estão em pauta, sim, e não acho que o apenas o presidente deve moderar, todos os líderes precisam moderar…

…se Bolsonaro refluir no que está pretendendo fazer perde meu crédito. Se tiver de haver desastre, como diz FHC, no alto de sua experiência, que assim seja. Distribuir benefícios ao poder vizinho nunca acaba bem, é só vermos a história recente do País que, aliás, teve um episódio dantesco, quando o próprio FHC teve de comprar os deputados para garantir seu projeto de reeleição…

…Você se lembra disso?

Em tempo: Bolsonaro não foi o meu candidato!

Busca rapida:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Jornal Cocktail”