Bebo todo final de semana. Sou um alcoólatra?

Por: Moyses Chaves

04/05/2016 - 10:04h

O álcool é a droga mais usada em todo o mundo. Por ser barato e fácil de encontrar, seu uso está cada vez maior. Beber muito pode levar a um grande problema: o alcoolismo. Esta doença faz com que muitas pessoas se encontrem em situação de risco sem saber.

Com certeza a maioria das pessoas que bebem não são alcoólatras. O problema está com o exagero, quando a quantidade e a frequência do uso começam a causar prejuízos. Se aquela cervejinha do final de semana vai aos poucos se tornando diária, é melhor parar para pensar. Se você percebe que hoje em dia tem que beber mais do que antes para ter o mesmo efeito, isto pode ser um sinal de “tolerância”, uma das principais características da dependência ao álcool. Veja abaixo algumas características de uma pessoa que pode estar entrando no alcoolismo:

 

  • Sentir necessidade de parar de beber;
  • Sentir-se chateado por pessoas que criticam seu hábito de beber;
  • Sentir-se culpado por beber;
  • Beber de manhã para se sentir melhor (“rebater a ressaca”).

 

Beber todo final de semana pode ser ou não sinal de alcoolismo. O principal sintoma é não conseguir ficar sem o álcool, beber quantidades cada vez maiores e ter prejuízos na família, trabalho, escola por causa da bebida. A Organização Mundial de Saúde considera o alcoolismo a doença psiquiátrica mais comum e traz prejuízos enormes tanto à saúde da pessoa que bebe exageradamente quanto a seus familiares.

Como dissemos, beber não é doença por si só e muitas vezes serve para integrar as pessoas. O cuidado que se deve ter é quando a bebida passa a ser mais importante do que a comemoração.

Saúde mental

Saúde mental

Busca rapida:

“Os comentários aqui postados são de inteira responsabilidade de seus autores, não havendo nenhum vínculo de opinião com a Redação da equipe do Jornal Cocktail”